Conteúdos que mais aparecem nas provas do ENEM.

A análise geral da pesquisa indicou, por exemplo, que na prova de ciências da natureza, são cobradas mais questões relativas a ecologia do que botânica, ou então mais questões relativas a eletricidade do que termodinâmica. Já na prova de linguagem, o aluno deve estar mais afiado em interpretação de texto do que gramática. Em matemática, as chances do candidato se deparar com funções e geometria são maiores do que equações elementares ou matrizes.

É importante lembrar que o Enem é uma prova de caráter interdisciplinar, ou seja, uma questão pode exigir conhecimento de diversas matérias. O levantamento feito pela Veja levou em conta essa característica: quando isso ocorre, a duplicidade foi indicada.

Além desse fator, é importante lembrar que o Enem foi criado em 1998 para, em 2009, transformar-se em vestibular e selecionar estudantes para universidades federais. Ou seja, as provas mais recentes pouco se parecem com a primeira prova do exame. Por isso a pesquisa leva em consideração apenas os exames aplicados a partir de 2009. Ainda assim, segundo os professores ouvidos, o estudante que está se preparando para o Enem deve se concentrar nas edições de 2010, 2011 e 2012. A prova de 2009 é a transição do antigo para o novo modelo, a primeira com 180 questões. “A avaliação de 2009 é um ponto fora da curva. Houve questões muito irregulares”, afirma o professor Luís Ricardo Arruda, coordenador do Anglo Vestibulares. “As provas que se seguiram são mais equilibradas e servem como ferramentas mais apuradas para a preparação dos estudantes.”

 

Veja abaixo os gráficos com os resultados do levantamento sobre o Enem

 

matemática1


linguagem


ciências-humanas-humanidades


ciências-humanas-história


ciências-da-natureza-química


ciências-da-natureza-física


ciências-da-natureza-biologia


 

12 Assuntos do Enem 2015 para estudar imediatamente

A importância dos temas atuais para a realização do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) é indiscutível. Sabemos o quanto os assuntos repercutidos no Brasil e no Mundo se faz presente em todas as questões da prova. Por isso, não basta apenas conhecer o assunto é preciso dominá-lo. Confira os 12 assuntos do Enem 2015 que você precisa estudar para não sair mal na prova.

 

 

Sem título

 

 

1. Conceito da família do século XXI – muito tem se discutido sobre a formação familiar atual.

2. Impeachment –  várias manifestações e atos marcaram o ano no País. Brasileiros foram às ruas pedindo o impeachment da atual presidente. Esse inclusive poderá ser o tempo da redação do Enem 2015.

3. Petrobrás – de forma econômica e política, os escândalos envolvendo a Petrobras foram capas de jornais de todo mundo. Estude mais sobe o assunto.

4. Corrupção na Fifa – outro destaque, o escândalo de corrupção na Fifa destacou os esquemas da realização da capa no Brasil. Fique atento quanto a esse assunto.

5. Pec das Domésticas – muito se repercutiu sobre as mudanças na lei e na vida dos empregados domésticos. Estude sobre essas mudanças e elabora uma opinião formada sobre o assunto.

6. Preconceito racial – o tema ganhou relevância após vários famosos serem atacados em suas redes sociais. Repercute o quanto o assunto ainda é presente, mesmo em pleno século XXI.

7. Falta de água e crise no setor energético – o que as regiões brasileiras estão enfrentando em relação aos dois assuntos.

8. Crise econômica – a economia do País vai de mal a pior, em todos os setores. Verifique níveis de desemprego, e como a economia rege todas as demais cadeias produtivas.

9. EI – O Estado Islâmico através do grupo extremista divulgou várias destruições, além das mortes praticadas no decorrer do ano. É importante se atentar para tal assunto.

10. Religião – a intolerância religiosa que é destacada no Brasil e em todo o mundo.

11. Redes Sociais – a forma como as redes sociais tem sido utilizada pelos ativistas para marcação de atos de manifestação.

12. Estética X Saúde – em todo o ano foi visto na mídia discussões sobre os procedimentos estéticos que colocam em risco a saúde. E, até quando a vaidade fala mais alto nesse processo.