Possíveis Temas da Redação do Enem 2016

20-Possíveis-Temas-da-Redação-do-Enem-2016-atualizado-730x200

 

A redação do Enem 2016 é uma das provas mais importantes do exame, e pode ser uma prova que definirá se o candidato terá uma boa nota final nas provas do Enem 2016.

A prova de redação é aplicada para que o candidato desenvolva um texto de caráter discursivo e argumentativo, onde serão apresentados vários textos base para o aluno, que deve falar sobre o assunto definido pelo Enem 2016, e presente nos textos base, com isso o candidato deve escrever um texto de no máximo trinta linhas, que discuta e opine sobre o tema proposto pela redação do Enem 2016, e que tenha introdução, desenvolvimento e conclusão, e propor proposta de intervenção que respeite os direitos humanos.

Confira aqui, quais são os Possíveis Temas da Redação do Enem 2016, e fique preparado para a prova de redação do Enem 2016, caso tenha um desses temas a ser discutido.

Endemias:

Com os constantes casos de doenças virais atualmente no Brasil e no mundo, esse pode ser um tema bem provável do Enem 2016.

 

Diálogo entre ciência e sociedade

A ciência realiza novas descobertas frequentemente, fato que possibilita melhorias e desenvolvimento de novas tecnologias. Entretanto, muitas vezes a sociedade não entende o método científico e muitas coisas são confrontadas com paradigmas culturais, morais ou religiosos. Para lidar com isso, é necessário haver comunicação entre o meio científico e a população.

 

 

  • Limites entre estética e saúde

Academia, dietas, cirurgias plásticas, anabolizantes etc. É grande a busca pelo corpo perfeito caracterizado por um padrão de beleza. Mas até que ponto a estética coincide com hábitos saudáveis? Conhecem-se muitas doenças causadas por insatisfação corporal como anorexia, bulimia, depressão, compulsão alimentar e obesidade, além de consequências no convívio social como discriminação e baixa autoestima.

 

 

  • Novos modelos de educação

Há muitos debates ocorrendo sobre as problemáticas do sistema tradicional de ensino e novos modelos de educação para o século XXI, tendo em pauta os métodos de avaliação, uso de tecnologias, interação professor-aluno, formação crítica e social etc. Um recente documentário realizado no Brasil que ajuda na discussão desse tema é o “Quando sinto que já sei” que pode ser encontrado no Youtube.

 

 

  • Dificuldades da formação universitária

A formação universitária no Brasil encontra diversos obstáculos como financeiro (o alto valor das mensalidades em faculdades privadas, custeio de transporte ou residência, materiais didáticos, alimentação), psicológico (escolha de curso, afastamento de familiares e amigos, aumento de responsabilidades, inserção no mercado de trabalho), entre outros. Ao mesmo tempo, o Estado tem criado políticas públicas como Fies, Pronatec, sistemas de cotas, criação de novas universidades etc.

 

 

  • Conceito de família no século XXI

O projeto de Lei 6583 de 2013 cria o Estatuto da Família. Nesse texto, família é definida como união entre homem e mulher. A partir disso, muitas discussões têm sido feitas sobre o conceito de família atualmente, com o intuito de refletir sobre famílias formadas por mães ou pais solteiros, avós e tios, casais homossexuais, poligamia etc.

 

 

  • Justiça com as próprias mãos

Tema bastante polêmico em 2014 e que pode ser discutido com mais imparcialidade esse ano. O combate à violência através da justiça com as próprias mãos é válido? Definições de justiça, casos de linchamentos, rebeldia com a ordem e segurança públicas são alguns pontos que abordam essa temática.

 

 

  • Obsolescência programada

Esse conceito significa a diminuição da vida útil de equipamentos com o intuito de incentivar a compra de novos produtos ou versões atualizadas. Rodeio esse tema a questão do consumismo exacerbado, resíduos eletrônicos, responsabilidade e consciência social do consumidor. Um documentário sobre esse assunto também pode ser encontrado no Youtube e ajuda no entendimento.

 

 

  • Trânsito em grandes metrópoles

Grandes cidades têm tido cada vez mais problemas com o trânsito. Muitos pontos podem ser discutidos nessa temática como a preferência dos cidadãos por transporte público ou individual, poluição causada por muitos carros, poluição sonora (buzinas em congestionamento), via exclusiva para ônibus, ciclovias, tempo gasto diariamente entre trabalho e residência, atraso nos horários e superlotação em ônibus, trens e metrôs, greves dos funcionários de transportes públicos, preços das passagens, catraca livre etc.

 

 

  • Voluntariado e transformações sociais

O trabalho voluntário no Brasil tem passado por uma transformação. Não se pensa mais no voluntariado como assistencial (doação de roupas, alimentos e agasalhos, por exemplo), mas como uma tentativa de mudança social, através de medidas inclusivas e de impacto. Outro ponto a ser considerado é a valorização que as empresas fazem de candidatos e funcionários que realizam trabalhos voluntários, assim como próprios projetos sociais realizados pelas empresas para contribuição à sociedade ou marketing.

 

 

  • Liberdade de expressão e mídia

Tema bastante atual, a liberdade de imprensa tem sido muito discutida, principalmente após o ataque à revista francesa Charlie Hebdo no início desse ano. Pode-se refletir sobre os limites entre liberdade de expressão e respeito às diferenças ou respeito à verdade.

 

 

  • Consumo de álcool e droga por adolescentes

Por lei, o consumo de álcool é proibido por adolescentes. Entretanto, é crescente o uso não só de bebidas alcoólicas mas também de drogas lícitas e/ou ilícitas entre os jovens, como cigarro, maconha, cocaína, LSD etc. As razões e consequências desse ato podem servir como base para a discussão do tema.

 

  • Limites entre humor e bullying

Os limites do humor é algo que tem chamado bastante atenção atualmente por causa de diversos processos a comediantes do Brasil como Rafinha Bastos, Danilo Gentili etc, e o constante uso de discriminação das minorias para fazer piada. A responsabilidade social do comediante foi discutida no excelente documentário de Pedro Arantes, “O riso dos outros”, encontrado no Youtube.

 

 

  • Desigualdade étnica e de gênero

O Brasil é um dos países com maior desigualdade do mundo e entre muitos tipos de desigualdade, a étnica e a de gênero costumam ser as mais discutidas, assim como os preconceitos gerados por essa situação, respectivamente, racismo e machismo. Os direitos conquistados, as lutas e reivindicações e as políticas públicas são alguns pontos que merecem ser estudados para entender a causa e argumentar com clareza.

 

 

  • Gestão de resíduos urbanos

Em 2010, foi instituída a Política Nacional de Resíduos Sólidos. A gestão de resíduos ainda é um tema bastante em alta devido à enorme quantidade de lixo produzido anualmente no Brasil. Coleta seletiva e logística reversa são alguns dos termos importantes de serem entendidos. Para conhecer mais sobre a lei e sua importância na sociedade, pode ser consultada a explicação no site do Ministério do Meio Ambiente.

 

 

Saúde pública

Problemas no Sistema Único de Saúde (SUS) como falta de médicos, atrasos, grandes filas de espera e falta de equipamentos são possíveis de serem tratados em uma dissertação. O tema também é bastante atual devido ao programa de governo Mais Médicos que trouxe médicos de outras nacionalidades (cubanos) para atuar no Brasil com o intuito de amenizar os problemas na saúde pública.

 

 

  • Abuso em trotes universitários

Todo ano, vários casos de abuso em trotes universitários são noticiados. Esse ano, um dos casos mais alarmantes foi de uma jovem que teve a perna queimada por ácido. O fator psicológico dos jovens recém inseridos no ensino superior também é pauta nessa discussão. Leia mais sobre esse tema nessa coluna.

 

 

 

  • Tráfico de drogas e violência urbana

A correlação entre o tráfico de drogas e a violência urbana, principalmente em favelas, é muito propício de discussão. Esse tema foi recentemente abordado nos filmes Tropa de Elite (1 e 2) e é sempre mencionado quando se debate sobre Legalização da Maconha, já que o combate às drogas é um dos fatores que mais causam violência e conflito entre policiais e civis no Brasil.

 

 

  • Uso da água na economia brasileira

O Estado de São Paulo passa por uma intensa crise hídrica e isso tem colocado a água no centro de grandes discussões. Uma das possibilidades de tema envolvendo a água é a sua importância em diversas atividades econômicas no Brasil como a agroindústria e a geração de energia elétrica através de hidrelétricas.

 

 

  • Saúde feminina na gravidez

A preocupação com a saúde da mulher durante a gravidez é um bom tema de redação pois nele podemos tratar várias problemáticas presentes na sociedade brasileira como o aborto não legalizado que fere e mata milhares de mulheres por ano, os maus tratos nos hospitais durante abortos espontâneos ou nos partos. O tema também é atual por causa da recente resolução que limita a quantidade de cesáreas que podem ser realizadas, o que é uma intervenção do Estado na escolha da mulher.

 

 

  • Sustentabilidade nas empresas

O termo sustentabilidade está bastante em alta no Brasil com a crescente preocupação com o meio ambiente. Nesse contexto, as empresas precisam atuar coincidindo a busca por lucros com o cuidado ambiental. Políticas empresariais e marketing verde são os pontos de destaque nessa discussão.

 

 

  • Intolerância religiosa

Novamente, o ataque à revista Charlie Habdo pode exemplificar o tema. Mas muito mais do que um caso isolado, a intolerância religiosa é grande tanto no Brasil como em outros países. Ao debater esse tema, precisamos lembrar da laicidade do Estado e do respeito aos diferentes tipos de crenças e rituais religiosos, podendo destacar, no caso do Brasil, o grande preconceito existente com religiões de origem africana.

 

 

  • Ativismo em redes sociais

Cada vez mais, as redes sociais têm sido usadas para estar em contato com a política e com movimentos sociais. Eventos são criados para marcar protestos, projetos de leis polêmicos facilmente viram virais e reivindicações têm sido feitas através de abaixo-assinado online. Essa nova forma de participação política e suas causas e consequências na sociedade é um bom tema de pesquisa e escrita.

 

 

  • Consumo e sustentabilidade:

Com a grande preocupação com o consumo consciente e a sustentabilidade esse pode ser o tema da redação do Enem 2016.

 

 

  • O papel da polícia no Brasil do século XXI

 

 

  • Idosos no Brasil Negligenciados ou Valorizados

 

 

  • Agropecuária e impactos ambientais:

Como é um tema bem discutido pela sociedade pode estar presente com tema do exame desse ano.

 

 

  • Avanços Tecnológicos:

Com os atuais avanços na tecnologia é um tema possível a ser discutido na prova do Enem 2016.

 

  • Redes Sociais:

Com os avanços das redes sociais e a crescente adesão por parte dos brasileiros é possível que o tema da redação do Enem seja sobre as redes sociais e seus impactos na vida e no cotidiano da população.

Questões ligadas aos direitos das crianças: Os temas ligados aos direitos humanos sempre é um dos preferidos pelo Enem.

Questões étnicas raciais: É um tema de direitos humanos que também é discutido pela sociedade atual.

Mudanças climáticas: O tema pode estar presente nas provas e redação do Enem 2016.

Geração de Energia: O tema também é assunto na sociedade e tem grande chance de ser o tema da redação.

Globalização e suas consequências: Na situação em que vivemos atualmente esse tema é de grande relevância.

Avanços científicos: Com os últimos avanços científicos esse pode ser o tema da redação do Enem 2016.

Movimentos Sociais: É um tema sempre atual na sociedade moderna, e pode ser o tema discutido pela redação do Enem.

Olimpíadas: Com os jogos no Brasil em 2016, esse pode ser o tema pedido na redação.

Redução da maioridade penal: Também pode ser o tema escolhido para 2016.

Mobilidade urbana: Com as grandes metrópoles em constante caos devido à dificuldade de locomoção, esse pode ser o tema.

Violência: Com as crescentes taxas de crimes e violência, esse tema é bem discutido pela população, e pode ser o tema proposto da prova.

Recursos hídricos: Com a recente crise da água no país esse pode ser um tema proposto, já que a sociedade começa a sentir o impacto e a conscientização da preservação dos recursos hídricos e naturais.

Liberdade de expressão: Com uma sociedade cada vez mais com liberdade de expressão através de muitos meios de comunicação é possível que esse seja o tema da redação.

Maus tratos de animais: Com a mudança da lei que deixa mais rigorosa a pena para quem pratica maus tratos aos animais, esse se torna um possível tema para a prova.

Igualdade de gênero: é um tema muito discutido pela sociedade, e pode ser o tema escolhido para o Enem 2016.

  • Estupro: Um tema que está sendo muito discutido face os acontecimentos neste ano.

 

  • REFORMA POLÍTICA

 

 

 

 

 

 

 

 

Resumo de Física com Vídeos Rápidos

Cada vídeo tem um resumo de um módulo de física para o vestibular.

São vídeos rápidos de aproximadamente 2 minutos que trazem as fórmulas e os conceitos básicos de cada matéria.

images

 


 

 

 


 

 

 


 

 

 


 

 

 


 

 

 


 

 

Conteúdos que mais aparecem nas provas do ENEM.

A análise geral da pesquisa indicou, por exemplo, que na prova de ciências da natureza, são cobradas mais questões relativas a ecologia do que botânica, ou então mais questões relativas a eletricidade do que termodinâmica. Já na prova de linguagem, o aluno deve estar mais afiado em interpretação de texto do que gramática. Em matemática, as chances do candidato se deparar com funções e geometria são maiores do que equações elementares ou matrizes.

É importante lembrar que o Enem é uma prova de caráter interdisciplinar, ou seja, uma questão pode exigir conhecimento de diversas matérias. O levantamento feito pela Veja levou em conta essa característica: quando isso ocorre, a duplicidade foi indicada.

Além desse fator, é importante lembrar que o Enem foi criado em 1998 para, em 2009, transformar-se em vestibular e selecionar estudantes para universidades federais. Ou seja, as provas mais recentes pouco se parecem com a primeira prova do exame. Por isso a pesquisa leva em consideração apenas os exames aplicados a partir de 2009. Ainda assim, segundo os professores ouvidos, o estudante que está se preparando para o Enem deve se concentrar nas edições de 2010, 2011 e 2012. A prova de 2009 é a transição do antigo para o novo modelo, a primeira com 180 questões. “A avaliação de 2009 é um ponto fora da curva. Houve questões muito irregulares”, afirma o professor Luís Ricardo Arruda, coordenador do Anglo Vestibulares. “As provas que se seguiram são mais equilibradas e servem como ferramentas mais apuradas para a preparação dos estudantes.”

 

Veja abaixo os gráficos com os resultados do levantamento sobre o Enem

 

matemática1


linguagem


ciências-humanas-humanidades


ciências-humanas-história


ciências-da-natureza-química


ciências-da-natureza-física


ciências-da-natureza-biologia


 

22 Possíveis Temas da Redação do Enem 2015

Descubra os 22 assuntos apontados como possíveis Temas da Redação do Enem 2015, se prepare desde ja para escrever uma redação nota 1000 no Enem 2015.

 

 

 

1. Diálogo entre ciência e sociedade

 

A ciência realiza novas descobertas frequentemente, o que possibilita melhorias e desenvolvimento de novas tecnologias. Entretanto, muitas vezes a sociedade não entende o método científico e muitas coisas são confrontadas com paradigmas culturais, morais ou religiosos. Para lidar com isso, é necessário haver comunicação entre o meio científico e a população.

 

 

2. Limites entre estética e saúde

 

Academia, dietas, cirurgias plásticas, anabolizantes etc. É grande a busca pelo corpo perfeito caracterizado por um padrão de beleza. Mas até que ponto a estética coincide com hábitos saudáveis? Conhece-se muitas doenças causadas por insatisfação corporal como anorexia, bulimia, depressão, compulsão alimentar e obesidade, além de consequências no convívio social como discriminação e baixa autoestima.

 

 

3. Novos modelos de educação

Há muitos debates ocorrendo sobre as problemáticas do sistema tradicional de ensino e novos modelos de educação para o século XXI, tendo em pauta os métodos de avaliação, uso de tecnologias, interação professor-aluno, formação crítica e social etc. Um recente documentário realizado no Brasil que ajuda na discussão desse tema é o “Quando sinto que já sei” que pode ser encontrado no Youtube.

 

 

4. Dificuldades da formação universitária

A formação universitária no Brasil encontra diversos obstáculos como financeiro (o alto valor das mensalidades em faculdades privadas, custeio de transporte ou residência, materiais didáticos, alimentação), psicológico (escolha de curso, afastamento de familiares e amigos, aumento de responsabilidades, inserção no mercado de trabalho), entre outros. Ao mesmo tempo, o Estado tem criado políticas públicas como Fies, Pronatec, sistemas de cotas, criação de novas universidades etc.

 

 

5. Conceito de família no século XXI

O projeto de Lei 6583 de 2013 cria o Estatuto da Família. Nesse texto, família é definida como união entre homem e mulher. A partir disso, muitas discussões têm sido feitas sobre o conceito de família atualmente, com o intuito de refletir sobre famílias formadas por mães ou pais solteiros, avós e tios, casais homossexuais, poligamia etc.

 

 

6. Justiça com as próprias mãos

 

Tema bastante polêmico em 2014 e que pode ser discutido com mais imparcialidade esse ano. O combate à violência através da justiça com as próprias mãos é válido? Definições de justiça, casos de linchamentos, rebeldia com a ordem e segurança públicas são alguns pontos que abordam essa temática.

 

 

7. Obsolescência programada

Esse conceito significa a diminuição da vida útil de equipamentos com o intuito de incentivar a compra de novos produtos ou versões atualizadas. Rodeio esse tema a questão do consumismo exacerbado, resíduos eletrônicos, responsabilidade e consciência social do consumidor. Um documentário sobre esse assunto também pode ser encontrado no Youtube e ajuda no entendimento.

 

8. Trânsito em grandes metrópoles

Grandes cidades têm tido cada vez mais problemas com o trânsito. Muitos pontos podem ser discutidos nessa temática como a preferência dos cidadãos por transporte público ou individual, poluição causada por muitos carros, poluição sonora (buzinas em congestionamento), via exclusiva para ônibus, ciclovias, tempo gasto diariamente entre trabalho e residência, atraso nos horários e superlotação em ônibus, trens e metrôs, greves dos funcionários de transportes públicos, preços das passagens, catraca livre etc.

 

9. Voluntariado e transformações sociais

O trabalho voluntário no Brasil tem passado por uma transformação. Não se pensa mais no voluntariado como assistencial (doação de roupas, alimentos e agasalhos, por exemplo), mas como uma tentativa de mudança social, através de medidas inclusivas e de impacto. Outro ponto a ser considerado é a valorização que as empresas fazem de candidatos e funcionários que realizam trabalhos voluntários, assim como próprios projetos sociais realizados pelas empresas para contribuição à sociedade ou marketing.

 

10. Liberdade de expressão e mídia

 

Tema bastante atual, a liberdade de imprensa tem sido muito discutida, principalmente após o ataque à revista francesa Charlie Hebdo no início desse ano. Pode-se refletir sobre os limites entre liberdade de expressão e respeito às diferenças ou respeito à verdade.

11. Consumo de álcool e droga por adolescentes

Por lei, o consumo de álcool é proibido por adolescentes. Entretanto, é crescente o uso não só de bebidas alcoólicas mas também de drogas lícitas e/ou ilícitas entre os jovens, como cigarro, maconha, cocaína, LSD etc. As razões e consequências desse ato podem servir como base para a discussão do tema.

12. Limites entre humor e bullying

Os limites do humor é algo que tem chamado bastante atenção atualmente por causa de diversos processos a comediantes do Brasil como Rafinha Bastos, Danilo Gentili etc, e o constante uso de discriminação das minorias para fazer piada. A responsabilidade social do comediante foi discutida no excelente documentário de Pedro Arantes, “O riso dos outros”, encontrado no Youtube.

13. Desigualdade étnica e de gênero

O Brasil é um dos países com maior desigualdade do mundo e entre muitos tipos de desigualdade, a étnica e a de gênero costumam ser as mais discutidas, assim como os preconceitos gerados por essa situação, respectivamente, racismo e machismo. Os direitos conquistados, as lutas e reivindicações e as políticas públicas são alguns pontos que merecem ser estudados para entender a causa e argumentar com clareza.

14. Gestão de resíduos urbanos

Em 2010, foi instituída a Política Nacional de Resíduos Sólidos. A gestão de resíduos ainda é um tema bastante em alta devido à enorme quantidade de lixo produzido anualmente no Brasil. Coleta seletiva e logística reversa são alguns dos termos importantes de serem entendidos. Para conhecer mais sobre a lei e sua importância na sociedade, pode ser consultada a explicação no site do Ministério do Meio Ambiente.

15. Saúde pública

Problemas no Sistema Único de Saúde (SUS) como falta de médicos, atrasos, grandes filas de espera e falta de equipamentos são possíveis de serem tratados em uma dissertação. O tema também é bastante atual devido ao programa de governo Mais Médicos que trouxe médicos de outras nacionalidades (cubanos) para atuar no Brasil com o intuito de amenizar os problemas na saúde pública.

16. Abuso em trotes universitários

Todo ano, vários casos de abuso em trotes universitários são noticiados. Esse ano, um dos casos mais alarmantes foi de uma jovem que teve a perna queimada por ácido. O fator psicológico dos jovens recém inseridos no ensino superior também é pauta nessa discussão. Leia mais sobre esse tema nessa coluna.

17. Tráfico de drogas e violência urbana

A correlação entre o tráfico de drogas e a violência urbana, principalmente em favelas, é muito propício de discussão. Esse tema foi recentemente abordado nos filmes Tropa de Elite (1 e 2) e é sempre mencionado quando se debate sobre Legalização da Maconha, já que o combate às drogas é um dos fatores que mais causam violência e conflito entre policiais e civis no Brasil.

18. Uso da água na economia brasileira

O Estado de São Paulo passa por uma intensa crise hídrica e isso tem colocado a água no centro de grandes discussões. Uma das possibilidades de tema envolvendo a água é a sua importância em diversas atividades econômicas no Brasil como a agroindústria e a geração de energia elétrica através de hidrelétricas.

19. Saúde feminina na gravidez

A preocupação com a saúde da mulher durante a gravidez é um bom tema de redação pois nele podemos tratar várias problemáticas presentes na sociedade brasileira como o aborto não legalizado que fere e mata milhares de mulheres por ano, os maus tratos nos hospitais durante abortos espontâneos ou nos partos. O tema também é atual por causa da recente resolução que limita a quantidade de cesáreas que podem ser realizadas, o que é uma intervenção do Estado na escolha da mulher.

20. Sustentabilidade nas empresas

O termo sustentabilidade está bastante em alta no Brasil com a crescente preocupação com o meio ambiente. Nesse contexto, as empresas precisam atuar coincidindo a busca por lucros com o cuidado ambiental. Políticas empresariais e marketing verde são os pontos de destaque nessa discussão.

21. Intolerância religiosa

Novamente, o ataque à revista Charlie Habdo pode exemplificar o tema. Mas muito mais do que um caso isolado, a intolerância religiosa é grande tanto no Brasil como em outros países. Ao debater esse tema, precisamos lembrar da laicidade do Estado e do respeito aos diferentes tipos de crenças e rituais religiosos, podendo destacar, no caso do Brasil, o grande preconceito existente com religiões de origem africana.

22. Ativismo em redes sociais

Cada vez mais, as redes sociais têm sido usadas para estar em contato com a política e com movimentos sociais. Eventos são criados para marcar protestos, projetos de leis polêmicos facilmente viram virais e reivindicações têm sido feitas através de abaixo-assinado online. Essa nova forma de participação política e suas causas e consequências na sociedade é um bom tema de pesquisa e escrita.

12 Assuntos do Enem 2015 para estudar imediatamente

A importância dos temas atuais para a realização do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) é indiscutível. Sabemos o quanto os assuntos repercutidos no Brasil e no Mundo se faz presente em todas as questões da prova. Por isso, não basta apenas conhecer o assunto é preciso dominá-lo. Confira os 12 assuntos do Enem 2015 que você precisa estudar para não sair mal na prova.

 

 

Sem título

 

 

1. Conceito da família do século XXI – muito tem se discutido sobre a formação familiar atual.

2. Impeachment –  várias manifestações e atos marcaram o ano no País. Brasileiros foram às ruas pedindo o impeachment da atual presidente. Esse inclusive poderá ser o tempo da redação do Enem 2015.

3. Petrobrás – de forma econômica e política, os escândalos envolvendo a Petrobras foram capas de jornais de todo mundo. Estude mais sobe o assunto.

4. Corrupção na Fifa – outro destaque, o escândalo de corrupção na Fifa destacou os esquemas da realização da capa no Brasil. Fique atento quanto a esse assunto.

5. Pec das Domésticas – muito se repercutiu sobre as mudanças na lei e na vida dos empregados domésticos. Estude sobre essas mudanças e elabora uma opinião formada sobre o assunto.

6. Preconceito racial – o tema ganhou relevância após vários famosos serem atacados em suas redes sociais. Repercute o quanto o assunto ainda é presente, mesmo em pleno século XXI.

7. Falta de água e crise no setor energético – o que as regiões brasileiras estão enfrentando em relação aos dois assuntos.

8. Crise econômica – a economia do País vai de mal a pior, em todos os setores. Verifique níveis de desemprego, e como a economia rege todas as demais cadeias produtivas.

9. EI – O Estado Islâmico através do grupo extremista divulgou várias destruições, além das mortes praticadas no decorrer do ano. É importante se atentar para tal assunto.

10. Religião – a intolerância religiosa que é destacada no Brasil e em todo o mundo.

11. Redes Sociais – a forma como as redes sociais tem sido utilizada pelos ativistas para marcação de atos de manifestação.

12. Estética X Saúde – em todo o ano foi visto na mídia discussões sobre os procedimentos estéticos que colocam em risco a saúde. E, até quando a vaidade fala mais alto nesse processo.

Veja dicas para disputar a mesma vaga na USP pela Fuvest e pelo Enem

 

 

Com a adesão parcial da Universidade de São Paulo (USP) ao Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), 13,5% do total das vagas da instituição não serão selecionadas pela Fuvest, mas sim pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu).

Isso quer dizer que, para os estudantes interessados em vagas de cursos que aderiram à nova seleção, haverá duas disputas no vestibular 2016, com provas distintas e, portanto preparação diferente.

Coordenadores e diretores de cursinhos pré-vestibulares apontam as principais diferenças e dão dicas de estudos. Leia nos comentários abaixo:

USP ADOTA O ENEM
13,5% das vagas vão para o Sisu

CONCORRÊNCIA DEVE AUMENTAR
Para Lilio Alonso Paoliello Júnior, diretor pedagógico da Fundação PoliSaber, a mudança é positiva, mas a concorrência aumentará e os candidatos devem se preparar ainda mais. “Alunos de outros estados poderão concorrer com mais facilidade e, por isso, a concorrência será muito mais ampla. Os candidatos devem se preparar ainda mais”, afirma ele. “Os conteúdos da Fuvest e Enem são os mesmos, mas a abordagem é diferente. O Enem aborda situações-problemas contextualizadas enquanto a Fuvest avalia o conteúdo. O Enem valoriza o aluno que tem boa leitura e escrita.”

Veja como ele descreve a diferença de abordagem das matérias pelas duas provas:

Redação: “Ambos se aproximam pela necessidade de um texto argumentativo-dissertativo, mas o Enem exige a proposta de intervenção, respeitando os direitos humanos.”

Matemática: “A maioria das questões são contextualizadas em universo próximo do estudante e tem ênfase em conteúdos do ensino fundamental I e II.”

Alunos de outros estados poderão concorrer com mais facilidade e, por isso, a concorrência será muito mais ampla”
Lilio Paoliello Júnior,
Fundação PoliSaber

Ciências humanas: “Nos dois exames há textos de autores acadêmicos, mas no Enem há maior presença de questões sobre o Brasil contemporâneo. Há também perguntas específicas de sociologia e filosofia e questões interdisciplinares envolvendo todas as disciplinas.”

Ciências da natureza: “A Fuvest apresenta estudos matemáticos e não matemáticos dos fenômenos, enquanto o Enem exige poucos cálculos.”

Linguagens e códigos: “Os dois vestibulares optam pelo estudo de gêneros textuais e cobram a gramática na perspectiva de análise da língua. A Fuvest indica livros de literatura que são base de muitas questões. O Enem, no entanto, não se atém a determinados livros e tem ênfase na literatura brasileira contemporânea. Há também questões específicas sobre arte e questões sobre movimento do corpo e esportes.”

Embora considere a mudança positiva, Lilio adverte que a concorrência aumentará e que os candidatos devem se preparar ainda mais. “Alunos de outros estados poderão concorrer com mais facilidade e, por isso, a concorrência será muito mais ampla. Os candidatos devem se preparar ainda mais”, afirma. “Os conteúdos da Fuvest e Enem são os mesmos, mas a abordagem é diferente. O Enem aborda situações-problemas contextualizadas enquanto a Fuvest avalia o conteúdo. O Enem valoriza o aluno que tem boa leitura e escrita”

É importante saber que tipo de vestibular prestará e refazer as provas anteriores”
Paulo Moraes,
Anglo Vestibulares

CONTEÚDO É PONTO DE CONTATO
Segundo Paulo Moraes, coordenador-geral do Anglo Vestibulares nos últimos anos, o Enem passou a se aproximar da Fuvest. “Especialmente nos últimos dois anos, é uma prova que também mede muito conteúdo”, afirmou ele. Embora considere as provas similares, ele explica que o Enem exige maior interpretação de texto.

“A leitura tem que ser feita com muito cuidado, porque há interpretação. Leitura de mapas, tabelas e gráficos é muito comum, mas o aluno que está preparado faz qualquer tipo de prova. Uma dica especial é cuidado com os textos”, ressalta. “É importante saber que tipo de vestibular prestará e refazer as provas anteriores.”

Redação: “As redações têm suas características próprias. O aluno deve ter repertório para fazer a redação do Enem. Mais do que saber escrever corretamente, ele deve saber desenvolver o tema.”

Conhecimentos gerais: “O aluno que prestará o Enem deve ser antenado. Ele tem que saber sobre os grandes temas da atualidade.”

Matemática: “A prova do Enem tem um nível mais leve e a da Fuvest um pouco mais pesado. Para ir bem na prova de matemática do Enem, precisa praticar muito e conhecer muito o estilo das questões. Fazer provas de anos anteriores ajuda muito nesse aspecto.”

[O Enem] é uma prova que exige muita velocidade. O grande segredo é saber selecionar as questões mais fáceis”
Rodrigo Fulgêncio,
Curso Poliedro

TEMPO DE PROVA E HUMANIDADES
De acordo com Rodrigo Fulgêncio Mauro, coordenador pedagógico da Turma de Medicina do Curso Poliedro São Paulo , cinco elementos distinguem as provas do Enem e da Fuvest. Tempo de prova, redação e as provas de filosofia/sociologia, matemática e história da arte.

Tempo: “O Enem tem menos tempo por questão. Na média, o aluno tem 3,33 minutos por questão na Fuvest – dentro deste tempo está embutido o tempo de passar [as respostas] para o gabarito. Na prática, ele tem 3 minutos por questão mais o tempo de passar no gabarito. Os alunos que vão prestar o Enem têm em média 3 minutos por questão incluindo o tempo de passar para o gabarito. É uma prova que exige muita velocidade. O grande segredo é saber selecionar as questões mais fáceis.”

Filosofia e sociologia: “É uma matéria muito mais presente no Enem e isso exige um preparo mais específico.”

História da arte: “Saber de estilos e tendências artísticas no Enem, coisa que não é comum na Fuvest.”

Referências: “Ambas apresentam texto-base como referência da maioria das questões. A Fuvest organiza as provas por disciplina e o Enem por áreas. O enunciado do Enem se liga diretamente às alternativas na maioria das questões. É necessário relê-lo em conjunto com cada alternativa.”

Redação: “O Enem tem um modelo de dissertação, mas com uma proposta de intervenção. Existe um problema que precisa ser resolvido e o aluno, na sua redação, precisa fazer uma proposta para a solução deste problema. Se preparar para esta redação é uma coisa que os alunos devem se atentar. É um estilo diferente do estilo da Fuvest.”

Fies do segundo semestre abre inscrições no dia 3 de agosto

 

O Ministério da Educação divulgou, nesta segunda-feira (27), as regras para a edição do segundo semestre do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies), que terá 61.500 vagas. As inscrições começam na próxima segunda-feira (3) e vão até as 23h59 do dia 6. As informações foram publicadas na edição desta segunda do “Diário Oficial da União”.

O MEC também divulgou nesta segunda, em nota, que o prazo para o aditamento de contratos já vigentes do Fies também terá início na próxima segunda (3). O prazo inclui também o aditamento de contratos que não foram renovados no primeiro semestre. “Todos os estudantes que já estão no Fies e que, por alguma razão, não realizaram o aditamento referente ao primeiro semestre de 2015 podem fazê-lo durante o período de renovação do segundo semestre, que terá início em 3 de agosto”, diz o comunicado. Segundo o MEC, há menos de 100 mil pessoas nesta situação.

Alternativas ao Fies têm juros mais altos e exigem atenção, diz educador

De acordo com o edital, as inscrições para o Fies seguirão um modelo diferente das edições anteriores. Agora, os estudantes deverão se candidatar para uma seleção por meio de um sistema semelhante ao usado no Sisutec. As inscrições serão feitas pelo site .http://fiesselecao.mec.gov.br, que, até o início da manhã desta segunda, ainda estava fora do ar.

CRONOGRAMA DO FIES
Início das inscrições 03 de agosto
Fim das inscrições 06 de agosto
Única chamada 10 de agosto
Conclusão do processo de contratação 13 de agosto

Na nova plataforma, os estudantes precisarão se inscrever para vagas já definidas pelo próprio MEC, por meio de uma portaria publicada no início do mês que abriu o período de adesão das instituições de ensino. Eles serão selecionados com base na nota do Enem.

Segundo as novas regras, só poderão participar do processo estudantes que ainda não tenham diploma do ensino superior, que tenham feito o Enem a partir de 2010, com nota final de pelo menos 450 pontos, e que tenham renda familiar mensal bruta per capita de até 2,5 salários mínimos. Professores da rede estadual estão isentos de cumprir os três requisitos, e pessoas que tenham concluído o ensino médio antes de 2010 não precisam cumprir a exigência de ter realizado o Enem, mas devem se encaixar nos outros dois requisitos.

Como será a seleção
O edital diz que “o estudante somente poderá se inscrever em 1 (um) único curso e turno de graduação dentre aqueles com vagas ofertadas no processo seletivo do Fies referente ao segundo semestre de 2015”.

Os estudantes que fizeram o Enem serão classificados de acordo com a nota final, sendo que os critérios de desempate, em caso de nota igual, seguirão a seguinte ordem: nota da redação, nota da prova de linguagens, nota da prova de matemática, nota da prova de ciências da natureza e nota da prova de ciências humanas.

Já os estudantes que não fizeram o Enem serão classificados de acordo com um cálculo que levará em consideração critérios de renda, raça, profissão e rede de ensino na qual os candidatos estudaram. Pelos cálculos, terão prioridade os candidatos com menor renda familiar bruta mensal, que se autodeclarem pretos, pardos ou indígenas, que tenham estudado na rede pública de ensino e que sejam professores de escolas públicas.

Como será a seleção
O edital diz que “o estudante somente poderá se inscrever em 1 (um) único curso e turno de graduação dentre aqueles com vagas ofertadas no processo seletivo do Fies referente ao segundo semestre de 2015”.

Os estudantes que fizeram o Enem serão classificados de acordo com a nota final, sendo que os critérios de desempate, em caso de nota igual, seguirão a seguinte ordem: nota da redação, nota da prova de linguagens, nota da prova de matemática, nota da prova de ciências da natureza e nota da prova de ciências humanas.

Já os estudantes que não fizeram o Enem serão classificados de acordo com um cálculo que levará em consideração critérios de renda, raça, profissão e rede de ensino na qual os candidatos estudaram. Pelos cálculos, terão prioridade os candidatos com menor renda familiar bruta mensal, que se autodeclarem pretos, pardos ou indígenas, que tenham estudado na rede pública de ensino e que sejam professores de escolas públicas.

Resultado
A primeira e única chamada do sistema de seleção do Fiesx vai ser divulgada no dia 10 de agosto, assim como a lista de espera dos candidatos não convocados. Depois, os estudantes da lista de espera devem acompanhar as informações pelo site.

“Após a divulgação do resultado da chamada única, havendo vaga não ocupada, é de exclusiva responsabilidade do estudante participante da lista de espera do processo seletivo do Fies acompanhar sua eventual pré-seleção na página do FiesSeleção na internet, no endereço eletrônicohttp://fiesselecao.mec.gov.br”, diz o edital.

O documento afirma ainda que a aprovação no FiesSeleção “assegura apenas a expectativa de direito às vagas para as quais se inscreveram no processo seletivo do Fies”, e que, para garantirem a vaga, os estudantes aprovados devem realizar todo o processo de contratação do financiamento pelo SisFies.

Após o resultado, os estudantes pré-aprovados na única chamada do Fies têm até o dia 13 de agosto para concluir o processo de contratação do financiamento.

Os estudantes que ficarem na lista de espera terão dez dias corridos, a partir da divulgação de sua pré-seleção no FiesSeleção, para finalizar a contratação do financiamento.

Veja abaixo as principais mudanças no Fies:

TAXA DE JUROS
COMO SERÁ: 6,5% ao ano
ANTERIOR: Antes, até outubro de 2006, eram de 9%. Depois, até agosto de 2009, passou a ficar entre 3,5% e 6,5%. Desde março de 2010 os juros são de 3,4% ano ano.

JUSTIFICATIVA: Ministérios dizem que buscam “fortalecer a sustentabilidade do programa, para que, no médio prazo, novos alunos sejam financiados pelos formados”. Outra razão é corrigir distorção com o mercado de crédito.

TETO DA RENDA FAMILIAR
COMO SERÁ: Limite é a renda per capita de 2,5 salários mínimos.
ANTERIOR: Renda familiar bruta de 20 salários mínimos.

JUSTIFICATIVA: “O Fies é para os estudantes que são mais pobres e precisam de financiamento. Não é mais (a família com renda de) até R$ 15 mil que tem direito ao Fies, são valores mais baixos, mas que ainda atingem muitas pessoas”, afirmou o ministro da Educação. O governo diz que 90% das famílias brasileiras estão no novo limite de renda.

PRIORIDADES PARA CURSOS DE TRÊS ÁREAS
COMO SERÁ: As áreas de engenharias, formação de professores (licenciaturas, pedagogia ou normal superior) e saúde serão prioritárias.
ANTERIOR: Não havia definição de critério.

JUSTIFICATIVA: Cursos são considerados estratégicos para o desenvolvimento do país ou para atendimento de demandas sociais. Alunos de outros cursos continuarão a ser atendidos.

CURSOS COM NOTAS ALTAS TERÃO PRIORIDADE
COMO SERÁ: Foco serão os cursos com notas 5 e 4 no Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (SINAES).
ANTERIOR: MEC exigia avaliação positiva no Sinaes. No primeiro semestre, passou a adotar o critério e cursos com nota 4 ou 5 somaram 52% dos financiamentos.

JUSTIFICATIVA: Ministério diz que cursos com nota três no Sinaes ainda serão financiados, mas em patamares menores do que os das áreas consideradas prioritárias.

PRIORIDADE PARA TRÊS REGIÕES DO BRASIL
COMO SERÁ: Será priorizado o atendimento de alunos matriculados em cursos nas regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste (excluindo Distrito Federal).
ANTERIOR: Não havia recorte de prioridade para regiões ou estados. E 60% dos contratos eram com estudantes de estados do Sul, do Sudeste ou Distrito Federal.

JUSTIFICATIVA: Ministério diz que decisão se soma a “outras várias políticas sociais federais que buscam corrigir as desigualdades regionais”. Alunos de outros estados continuarão a ser atendidos, mas em patamares menores do que os das áreas consideradas prioritárias.

VALIDADADE DAS MUDANÇAS
COMO SERÁ: Mudanças só valerão para os próximos contratos.

JUSTIFICATIVA: “Você não pode mudar um contrato por vontade unilateral. O governo firmou um contrato com milhões de estudantes com determinadas regras e essas regras serão mantidas e respeitadas”, disse o ministro Renato Janine Ribeiro.

NOTAS MÍNIMAS NO ENEM
COMO SERÁ: Alunos precisam de 450 pontos na média do Exame Nacional de Ensino Médio (Enem) e nota diferente de zero na redação.
ANTERIOR: A mudança passou a valer para contratos firmados neste ano. Antes, só era preciso ter prestado o exame.

JUSTIFICATIVA: A iniciativa busca aumentar o nível dos profissionais formados com apoio do financiamento público, de acordo com o governo.

UNIVERSIDADES DARÃO DESCONTO EM MENSALIDADES
COMO SERÁ: Instituições participantes vão oferecer um desconto de 5% sobre a mensalidade para os estudantes com contrato do Fies.
ANTERIOR: Estudante pagava a mensalidade mais barata cobrada na instituição pelo curso.

JUSTIFICATIVA: “O governo é um grande comprador de cursos pelo Fies. Ao ser um grande comprador ele deve se beneficiar de descontos que são dados de modo geral quando você compra em grandes quantidades. Calculando 5%, quer dizer que três mil vagas das 61,5 mil são geradas por essa nova economia”, afirmou o ministro.

PRAZO PARA PAGAMENTO
COMO SERÁ: Três vezes a duração do curso
ANTERIOR: Até 2010, era de duas vezes a duração.

CRITÉROS DE DESEMPATE
COMO SERÁ: I – maior nota na redação; II – maior nota na prova de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias; III – maior nota na prova de Matemática e suas Tecnologias; IV – maior nota na prova de Ciências da Natureza e suas Tecnologias; e V – maior nota na prova de Ciências Humanas e suas Tecnologias.
ANTERIOR: A mudança passou a valer para contratos firmados neste ano. Antes, só era preciso ter prestado o exame.

Crescimento do Fies
A reformulação do Fies em 2015 ocorreu depois de o programa crescer de forma exponencial nos últimos anos. Ao mesmo tempo, o MEC precisou fazer ajustes no orçamento diante de cortes do ajuste fiscal.

Segundo o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), o Fies gastou R$ 13,7 bilhões em 2014.

Entre fevereiro e agosto do ano passado, o governo federal publicou três medidas provisórias para abrir crédito extraordinário para o Fies, que passou a atender também a alunos de mestrado, doutorado e cursos técnicos.

Para conter gastos, o MEC decidiu limitar o prazo para pedido de novos contratos (antes, era possível entrar com a solicitação em qualquer momento do semestre letivo), vincular a aceitação do pedido de financiamento a cursos com notas mais altas nos indicadores de qualidade, privilegiar instituições de ensino fora dos grandes centros e exigir que os estudantes interessados em contratos de financiamento do governo tivessem média de pelo menos 450 pontos no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

As novas restrições no programa, porém, se depararam com a crescente demanda dos estudantes e o resultado foi um período de instabilidade nos sistema, devido à grande procura por novos contratos, e o esgotamento da verba do Fies de todo o ano de 2015 para novos contratos.

O orçamento do Fies para novos contratos durante todo o ano de 2015 era de R$ 2,5 bilhões e, segundo o ministro, essa verba foi gasta inteiramente para atender aos 252.442 novos contratos fechados no prazo do primeiro semestre. Segundo o MEC, 178 mil pessoas tentaram celebrar novos contratos e não conseguiram.

Por isso, a segunda edição do programa para novos contratos ficou indefinida até que o governo federal finalizasse o reajuste orçamentário.

Resumo: Organização dos seres vivos

ORGANIZAÇÃO DOS SERES VIVOS: CLASSIFICAÇÃO, REINOS, VÍRUS.

Os seres vivos são agrupados em categorias levando-se em conta semelhanças ou diferenças, comparáveis em diversos níveis. O atual sistema de classificação se baseia nos princípios estabelecidos por Lineu (1758).

Categorias taxonômicas (conjuntos e subconjuntos) em ordem decrescente:

Reino, Filo, Classe, Ordem, Família, Gênero e Espécie.

Espécie: conjunto de seres semelhantes que, quando intercruzados (através da reprodução sexuada), produzem descendentes férteis.

Híbrido interespecífico: é estéril. Ex.: mula (cavalo X jumento)

Critérios para a classificação dos seres vivos em Reinos:

1. Unicelular ou Pluricelular. Quando pluricelular: sem tecidos ou com tecidos. (Tecido: conjunto de células de mesma origem, que formam um grupo de trabalho.)

2. Procarionte ou Eucarionte. Procarionte: indivíduo cuja célula não tem carioteca, nem organelas membranosas. Eucarionte: indivíduo cuja célula tem carioteca e organelas membranosas.

3. Autótrofo ou Heterótrofo. Autótrofo: indivíduo que produz seu alimento (“alimento” são as substâncias orgânicas que o ser vivo necessita, como proteínas, carboidratos etc.). O heterótrofo deve usar o alimento produzido por autótrofos (direta ou indiretamente).

Regras de nomenclatura:

O sistema atual de nomenclatura científica das espécies de seres vivos segue também o sistema de Lineu.

1. nomes escritos em latim.

2. as denominações devem ser binomiais (devem ter duas palavras):

a 1ª representa o gênero.

as duas palavras em conjunto representam o nome da espécie.

3. a primeira palavra deve ter inicial maiúscula e a segunda palavra deve ter inicial minúscula.

4. o nome científico deve estar destacado do texto, através de grifo, itálico ou de um tipo diferente de letra.

Os Cinco Reinos (sistema mais usado):

Características gerais dos cinco reinos em que os seres vivos podem ser divididos:

Reinos Organização Celular Exemplos No de células Forma de nutrição
Reino Monera Procariotes Bactérias unicelulares Algumas autótrofas, maioria heterótrofas
Cianofíceas unicelulares Todas autótrofas
Reino Protista Eucariontes Protozoários unicelulares heterótrofos
Algas eucariontes unicelulares ou pluricelulares sem tecido autótrofas
Reino Fungi Eucariontes lêvedos unicelulares heterótrofos, decompositores
Cogumelos e bolores pluricelulares com tecidos
Reino Metafita ou Plantae Eucariontes Plantas “superiores” pluricelulares com tecidos autótrofas
Reino Metazoa ou animal Eucariontes Animais  “superiores” pluricelulares com tecidos heterótrofos

 

Características Gerais dos Seres Vivos

Para ser considerado um ser vivo, esse tem que apresentar certas características:

  • Ser constituído de célula;
  • buscar energia para sobreviver;
  • responder a estímulos do meio;
  • se reproduzir;
  • evoluir.

De acordo com o número de células podem ser divididas em:

  • Unicelulares – Bactérias, cianofitas, protozoários, algas unicelulares e leveduras.
  • Pluricelulares – os demais seres vivos.

De acordo com a organização estrutural, as células são divididas em:

  • Células Procariontes
  • Células Eucariontes

Células Procariontes

As células procariontes ou procarióticas, também chamadas de protocélulas, são muito diferentes das eucariontes. A sua principal característica é a ausência de carioteca individualizando o núcleo celular, pela ausência de alguns organelas e pelo pequeno tamanho que se acredita que se deve ao fato de não possuírem compartimentos membranosos originados por evaginação ou invaginação. Também possuem DNA na forma de um anel não-associado a proteínas (como acontece nas células eucarióticas, nas quais o DNA se dispõe em filamentos espiralados e associados à histonas).

Estas células são desprovidas de mitocôndrias, plastídeos, complexo de Golgi, retículo endoplasmático e sobretudo cariomembrana o que faz com que o DNA fique disperso no citoplasma.

A este grupo pertencem seres unicelulares ou coloniais:

  • Bactérias
  • Cianofitas (algas cianofíceas, algas azuis ou ainda Cyanobacteria)
  • PPLO (“pleuro-pneumonia like organisms”) ou Micoplasmas

Células incompletas

As bactérias dos grupos das rickettsias e das clamídias são muito pequenas, sendo denominadas células incompletas por não apresentarem capacidade de auto-duplicação independente da colaboração de outras células, isto é, só proliferarem no interior de outras células completas, sendo, portanto, parasitas intracelulares obrigatórios.

Diferente dos vírus por apresentarem:

  • conjuntamente DNA e RNA;
  • parte da máquina de síntese celular necessária para reproduzirem-se;
  • uma membrana semipermeável, através da qual realizam as trocas com o meio envolvente.

Obs.: já foram encontrados vírus com DNA, adenovirus, e RNA, retrovírus, no entanto são raros, os vírus que possuem DNA e RNA simultaneamente.

Células Eucariontes

As células eucariontes ou eucarióticas, também chamadas de eucélulas, são mais complexas que as procariontes. Possuem membrana nuclear individualizada e vários tipos de organelas. A maioria dos animais e plantas a que estamos habituados são dotados deste tipo de células.

É altamente provável que estas células tenham surgido por um processo de aperfeiçoamento contínuo das células procariontes.

Não é possível avaliar com precisão quanto tempo a célula “primitiva” levou para sofrer aperfeiçoamentos na sua estrutura até originar o modelo que hoje se repete na imensa maioria das células, mas é provável que tenha demorado muitos milhões de anos. Acredita-se que a célula “primitiva” tivesse sido bem pequena e para que sua fisiologia estivesse melhor adequada à relação tamanho × funcionamento era necessário que crescesse.

Acredita-se que a membrana da célula “primitiva” tenha emitido internamente prolongamentos ou invaginações da sua superfície, os quais se multiplicaram, adquiriram complexidade crescente, conglomeraram-se ao redor do bloco inicial até o ponto de formarem a intrincada malha do retículo endoplasmático. Dali ela teria sofrido outros processos de dobramentos e originou outras estruturas intracelulares como o complexo de Golgi, vacúolos, lisossomos e outras.

Quanto aos cloroplastos (e outros plastídeos) e mitocôndrias, atualmente há uma corrente de cientistas que acreditam que a melhor teoria que explica a existência destes orgânulos é a Teoria da Endossimbiose, segundo a qual um ser com uma célula maior possuía dentro de sí uma célula menor mas com melhores características, fornecendo um refúgio à menor e esta a capacidade de fotossintetizar ou de sintetizar proteínas com interesse para a outra.

 

Os niveis de organização das Células Eucariotas

Nesse grupo encontram-se:

  • Células Vegetais (com cloroplastos e com parede celular; normalmente, apenas, um grande vacúolo central)
  • Células Animais (sem cloroplastos e sem parede celular; vários pequenos vacúolos)

Celula animal

A palavra célula foi usada pela 1° vez em 1665, pelo inglês Robert Hooke(1635-1703). Com um microscópio muito simples ele observou pedaços de cortiça, e ele percebeu que ela era formada por compartimentos vazios que ele chamou de células.

Célula animal é uma célula que se pode encontrar nos animais e que se distingue da célula vegetal pela ausência de parede celular e de plastos.Possui flagelo, o que não é comum nas células vegetais.

  • Célula Animal (sem cloroplastos e sem parede celular; vários pequenos vacúolos)


Metabolismo –Orgânulos:

  1. Nucléolo: armazena carga genética
  2. Núcleo celular: cromossomos do DNA
  3. Ribossomos: faz a síntese de Proteínas
  4. Vesículas
  5. Ergastoplasma ou Retículo endoplasmático rugoso (RER): transporte de proteínas ( há ribossomos grudados nele )
  6. Complexo de Golgi armazena e libera as proteínas
  7. Microtúbulos
  8. Retículo Endoplasmático Liso: transporte de proteínas
  9. Mitocôndrias Respiração
  10. Vacúolo: existem em celula animal,porém são muito maiores na celula vegetal,serve como reserva energética
  11. Citoplasma
  12. Lisossomas: digestão
  13. Centríolos: divisão celular

 

A célula vegetal

A célula vegetal é semelhante à célula animal mas contém algumas peculiaridades como a parede celular e os cloroplastos. Está dividida em: Componentes protoplasmáticos que são um composto deorganelas celulares e outras estruturas que sejam ativas no metabolismo celular. Inclui o núcleo, retículo endoplasmático, citoplasma, ribossomos, complexo de Golgi, mitocôndrias, lisossomos e plastos ecomponentes não protoplasmáticos são os resíduos do metabolismo celular ou substâncias de armazenamento. Inclui vacúolos, parede celular e substâncias ergástricas.

Vacúolo

É uma cavidade delimitada por uma membrana (tonoplasto) e contém o suco celular que é composto desubstâncias ergástricas e algumas em células podem conter pigmentos como as flavonas e antocianinas. Células jovens geralmente têm vários vacúolos pequenos que ao longo de seu desenvolvimento se fundem em um mega vacúolo. Eles atuam na regulação osmótica expulsando água da célula ou podem se fundir aos lisossomos e participar do processo de digestão intracelular. Origina-se do complexo de golgi.

Substâncias ergástricas

São substâncias de reserva ou resíduos, produtos, do metabolismo celular.

  • Amido: são partículas sólidas com formas variadas, pode ser encontrado no cloroplasto ou no leucoplasto. Formam grãos com muitas camadas centradas em um ponto chamado hilo.
  • Proteína: as proteínas ergástricas são material de reserva e se apresentam no endosperma de muitas sementes em forma de grãos de aleurona.
  • Lipídios: pode ocorrer em forma de óleo ou gordura se for para armazenamento ou em forma de terpenos que são produtos finais como óleos essenciais e resinas.
  • Taninos: um grupo de compostos fenólicos que podem ficar em vários órgãos vegetais (se acumulam no vacúolos) e podem impregnar a parede celular

Plasto

É originado do protoplastídeo e tem configurações diferentes, com várias especialidades: Cloroplastos,são plastos de clorofila, responsável pela fotossíntese. Só são encontrados em células expostas à luz. É formado por uma membrana externa e uma interna que sofre invaginações formando sacos empilhados, os tilacóides. Alguns se dispõem uns sobre os outros formando uma pilha chamada granum (plural =grana). A matriz interna é chamada de estroma e pode conter granululos de amido espalhados por ele. São derivados dos cromoplastos. Cloroplastos possuem seu próprio DNA e ribossomos, são relativamente independentes do resto da célula (principalmente do núcleo). Cromoplastos São plastos coloridos (contém pigmentos) de estrutura irregular que dão origem aos cloroplastos. Seus principais pigmentos são os carotenóides (coloração da cenoura) e xantofilas que dão coloração para flores e frutos. LeucoplastosSão incolores e servem para acumular substâncias diversas como proteínas, amidos e lipídios. Dependendo da substância que acumulam, recebem nomes diferentes: oleoplastos, proteoplastos, amiloplastos, etc.

Estrutura da Redação

Encontre abaixo a estrutura espera na redação dos vestibulares, os principais conectores e citações divididas por assunto.

 

imagem0

 

Paragrafo 1 – Tese – Argumento 1 + Argumento 2

 

Paragrafo 2  –Argumento 1 + Conectores

             Conectores:                                                   Tendo em vista

É possível afirmar que                                  Aliado à

Podemos perceber que                                  Relacionado à

Visto que                                                           Em consonância com

Uma vez que                                                    Haja Vista

 

 

Paragrafo 3  –Argumento 2 + Conectores

              Conectores:                                                      Além disso

Nesse sentido                                                      Outro assim

Somado a isso, podemos dizer que

Convém lembrar ainda que

Vale também ressaltar que

 

 

Paragrafo 4 –Conclusão1

              Conectores:   

Dessa forma

Com isso

Sendo assim

 

 

 

 

 

 

 

  1. Educação:

“Se a educação sozinha não pode transformar a sociedade, tampouco sem ela a sociedade muda.” (Paulo Freire – Educador, pedagogista e filósofo brasileiro)

 

  1. Política:

“A política é a arte do possível”. (Bismark – Chanceler Alemão)

 

  1. Sociedade:

A responsabilidade social e a preservação ambiental significa um compromisso com a vida. João Bosco da Silva

 

  1. Globalização: 

“A globalização encurtou as distâncias métricas, aumentando muito mais as distâncias afetivas.” (Jaak Bosmans – Escritor e representante da FALASP  – Federação das Academias de Letras e Artes do Estado de São Paulo)

 

  1. Economia Global:

  • “O Governo do Estado moderno é apenas um comitê para gerir os negócios comuns de toda a burguesia.” (Karl Marx – Filósofo alemão)
  • Desde o final de 1991, com a extinção da antiga União Soviética, o capitalismo predomina como sistema econômico.
  • Para Marx, o capital influencia, através do acúmulo de riquezas, os padrões que decidem a integração de um indivíduo no meio em que ele se insere. Nesse caso, possuir determinados produtos é chave de aceitação social.

 

 

  1. Desigualdade Social:

“O Brasil, último país a acabar com a escravidão tem uma perversidade intrínseca na sua herança, que torna a nossa classe dominante enferma de desigualdade, de descaso.” (Darcy Ribeiro – Antropólogo, escritor e político brasileiro)

 

  1. Juventude:

“O que deve caracterizar a juventude é a modéstia, o pudor, o amor, a moderação, a dedicação, a diligência, a justiça, a educação. São estas as virtudes que devem formar o seu caráter.” (Sócrates – Filósofo)

 

  1. Meio ambiente:

“Inteligência é a habilidade das espécies para viver em harmonia com o meio ambiente. ” (Paul Watson – Cofundador e diretor da fundação Greenpeace.)

 

  1. Preconceito:

“Todo preconceito é fruto da burrice, da ignorância, e qualquer atividade cultural contra preconceitos é válida. ” (Paulo Autran – Ator)

 

  1. Relações humanas:

“De tudo que existe, nada é tão estranho como as relações humanas, com suas mudanças, sua extraordinária irracionalidade. ”  (Virginia Woolf – Escritora)

 

  1. Tecnologia:

“Tornou-se aterradoramente claro que a nossa tecnologia ultrapassou a nossa Humanidade” (Albert Einstein – Físico)

 

 

Proposta de Redação: O valor do cinema como prática social

Proposta
Com base na leitura dos textos motivadores seguintes e nos conhecimentos construídos ao longo de sua formação, redija um texto dissertativo-argumentativo em norma padrão da língua portuguesa sobre o tema O valor do cinema como prática social, apresentando proposta de ação social que respeite os direitos humanos. Selecione, organize e relacione, de forma coerente e coesa, argumentos e fatos para defesa de seu ponto de vista.

 

 

 

  • TEXTO I

De tanto frequentarem cinema, as pessoas acabam acreditando mais na tela do que na vida que levam.
Carlos Drummond de Andrade

 

  • TEXTO II

[…] o cinema é o que todo mundo acha que é … uma diversão… eu acho que não deixa de ser uma diversão … mas também é muita arte […] porque cinema hoje em dia … pela técnica e pelo que eles levam tanto a sério … eu acho que é uma … uma … como diz mesmo … diz uma sétima arte … entendeu?
Trecho de fala: NURC-RJ / Inquérito 85

 

  • TEXTO III

[…] a sociedade compartilha emoções através dos meios de comunicação, em especial os audiovisuais. Com a evolução tecnológica, ao longo do tempo, eles foram moldando o modo de pensar do homem, cativando-o, seduzindo-o, fazendo-o rir, chorar, sentir medo, pavor, solidariedade com imagens fragmentadas, inspiradas, baseadas ou recortadas do real.

SILVÉRIO, Alessandra. Filme: realidade ou ficção.
Fonte: http://www.mnemocine.com.br/aruanda/ensaiosresenhas.htm

 

  • TEXTO IV

Ver filmes é uma prática social tão importante, do ponto de vista da formação cultural e educacional das pessoas, quanto a leitura de obras literárias, filosóficas, sociológicas e tantas mais.
DUARTE, Rosália. Cinema & educação. Belo Horizonte: Autêntica, 2002.

 

Fonte: http://desconversa.com.br/redacao/redacoesexemplares/modelo-de-redacao-o-valor-do-cinema-como-pratica-social/