Proposta: O papel da polícia no Brasil do século XXI

Com base na leitura dos textos motivadores seguintes e nos conhecimentos construídos ao longo de sua formação, redija um texto dissertativo Oargumentativo em norma padrão da língua portuguesa sobre o tema O papel da polícia no Brasil do século XXI apresentando proposta de  ação social que respeite os direitos humanos. Selecione, organize e relacione, de forma coerente  e coesa, argumentos e fatos para defesa de seu ponto de vista.

 

Sem título

TEXTO”II
As ruas que circundam o Palácio Iguaçu, sede do Executivo, e a Assembleia Legislativa do Paraná, se transformaram em um cenário de guerra na tarde desta quartaOfeira 29. Os mais de 2 mil policiais militares que cercavam os prédios desde a tarde do último sábado reagiram às manifestações dos professores que, impedidos de entrar no plenário da Assembleia para acompanhar a votação do projeto de lei que mexe na previdência estadual, ocupavam as ruas e praça desde segundaOfeira.
Por volta das 15 horas, policiais lançaram bombas de gás lacrimogêneo, balas de borracha e jatos d’água contra os manifestantes. Segundo as últimas informações, mais de 200 pessoas foram feridas, sendo 8 em estado grave. Outros 56 foram encaminhados aos hospitais da idade.
Uma sala foi improvisada na sede da Prefeitura de Curitiba para ser usada como pronto socorro. Entre os feridos, há quatro jornalistas, entre eles um cinegrafista da Band que foi atacado por um cão da raça pitbull da Polícia Militar.

Disponível em: http://www.cartacapital.com.br/sociedade/um5dia5triste5para5os5professores5do5parana5506.html

 

TEXTO”III”
O artigo 144 da Constituição Federal regulamenta o funcionamento da segurança pública no Brasil. Prevê quais são  os tipos de polícias e as funções de cada uma. À Polícia Militar cabem as tarefas de fazer o policiamento ostensivo e  preservar a ordem pública. À Polícia Civil cabem as  investigações de crimes e o cumprimento de ordens judiciais no  âmbito local. A Polícia Federal  atua também como polícia judiciária e na investigação de crimes, só que contra a  ordem política e  social ou em detrimento de bens, serviços e interesses da União ou de suas entidades  autárquicas e empresas públicas.
[…] Uma das dificuldades enfrentadas pela Polícia Militar está ligada justamente ao fato de  ser militar. No plano de contato com a sociedade, tem sido criticada por atuar como se estivesse  numa guerra O com excessiva força e pouca capacidade de diálogo e entendimento. No plano  interno, o Código Militar obriga seus integrantes a uma severa disciplina, capaz até de levar à  prisão um policial que chegue atrasado ao serviço ou questione ordens de seus superiores. Há na  base da PM um grande contingente que também se ressente por não ter direito de organização e  greve.

Uma opinião sobre “Proposta: O papel da polícia no Brasil do século XXI

  1. Minha redação sobre o tema:

    A história das instituições policiais brasileiras começou quando Diogo Antônio Feijó sancionou uma lei no ano de 1831 autorizando cada província a criar Corpos de Guardas Voluntários para resguardar a ordem pública e auxiliar a justiça. Atualmente, cada Estado do Brasil detém sua própria Polícia Militar que é responsável pela defesa da vida, da integridade física e da dignidade de cada cidadão. Porém, verifica-se a existência de atos desonrosos por parte dos policiais militares que atuam com abuso de autoridade e excesso de força para com a população.

    Dessa forma, a legislação vigente no Brasil determina no Artigo 144 da Constituição Federal que é dever das Polícias Militares garantir a preservação da ordem pública, este artefato jurídico normatiza a fiscalização pública em busca da prevenção e da repressão de crimes, tendo assim como objetivo assegurar à população a manutenção do bem estar social. Por exemplo, tem-se a Polícia Militar do Estado de São Paulo que realiza mais de cem mil abordagens mensais segundo a Secretaria de Segurança Pública do Estado, apreendendo drogas e armas, autuando em flagrante os infratores e recuperando veículos roubados.

    Em contraposto, existem militares que atuam em desacordo com seu estatuto e acabam por agir de modo excessivo na utilização da força. Nesse sentido, vê-se o enquadramento destas condutas na Lei de Abuso de Autoridade, ocorrendo o militar em ações atentatórias a direitos como a liberdade e submetendo pessoas a situações vexatórias. Convém ressaltar também que os altos índices de mortalidade policial nas abordagens demonstram desvios de conduta aonde ao invés de aplicar a lei e prender infratores os policiais militares os matam, evidenciando o despreparo para com situações de risco em conjunto com o uso excessivo da força letal.

    Portanto, não é possível rotular as instituições policiais militares pelas ações de alguns indivíduos e devemos treinar e fiscalizar os servidores militares. O Governo brasileiro deve incentivar setores de fiscalização interna das polícias militares, as corregedorias, para identificar e punir quem não respeita a legislação vigente e apresenta desvios de condutas no desenvolvimento de sua profissão. É possível realizar também uma política educacional para as Polícias Militares, aonde se normatiza um currículo para os cursos de formação com a inserção de estudos sobre os direitos humanos e ações afirmativas, para que se crie um policiamento comunitário que garanta os direitos individuais da pessoa humana. Por fim, a mídia em conjunto com ONGs (Organização Não Governamental) deve criar programas e cartilhas que oriente a população sobre a legislação vigente, para que se crie uma visão crítica da população para com as ações das polícias militares. Com a análise dessas situações pode-se melhorar a atuação dessas instituições na sociedade e garantiremos que os policiais militares cumpram o seu dever de proteger a sociedade e preservar a ordem pública.

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s