Proposta de Redação: O valor do cinema como prática social

Proposta
Com base na leitura dos textos motivadores seguintes e nos conhecimentos construídos ao longo de sua formação, redija um texto dissertativo-argumentativo em norma padrão da língua portuguesa sobre o tema O valor do cinema como prática social, apresentando proposta de ação social que respeite os direitos humanos. Selecione, organize e relacione, de forma coerente e coesa, argumentos e fatos para defesa de seu ponto de vista.

 

 

 

  • TEXTO I

De tanto frequentarem cinema, as pessoas acabam acreditando mais na tela do que na vida que levam.
Carlos Drummond de Andrade

 

  • TEXTO II

[…] o cinema é o que todo mundo acha que é … uma diversão… eu acho que não deixa de ser uma diversão … mas também é muita arte […] porque cinema hoje em dia … pela técnica e pelo que eles levam tanto a sério … eu acho que é uma … uma … como diz mesmo … diz uma sétima arte … entendeu?
Trecho de fala: NURC-RJ / Inquérito 85

 

  • TEXTO III

[…] a sociedade compartilha emoções através dos meios de comunicação, em especial os audiovisuais. Com a evolução tecnológica, ao longo do tempo, eles foram moldando o modo de pensar do homem, cativando-o, seduzindo-o, fazendo-o rir, chorar, sentir medo, pavor, solidariedade com imagens fragmentadas, inspiradas, baseadas ou recortadas do real.

SILVÉRIO, Alessandra. Filme: realidade ou ficção.
Fonte: http://www.mnemocine.com.br/aruanda/ensaiosresenhas.htm

 

  • TEXTO IV

Ver filmes é uma prática social tão importante, do ponto de vista da formação cultural e educacional das pessoas, quanto a leitura de obras literárias, filosóficas, sociológicas e tantas mais.
DUARTE, Rosália. Cinema & educação. Belo Horizonte: Autêntica, 2002.

 

Fonte: http://desconversa.com.br/redacao/redacoesexemplares/modelo-de-redacao-o-valor-do-cinema-como-pratica-social/

 

2 opiniões sobre “Proposta de Redação: O valor do cinema como prática social

  1. Redação Exemplar:

    Não é demais dizer que tudo o que consumimos como arte é importante na nossa formação enquanto seres sociais, uma vez que, através dela, adentramos debates e entramos em contato com diversas visões de mundo. O cinema também faz parte dessa bagagem sócio-cultural, não podendo ser desconsiderado como instrumento de formação do que chamamos de prática social – todo o saber que acumulamos ao longo da vida.

    Torna-se importante, no entanto, dar voz aos que não o consideram como tal, aos que alegam que o cinema não passa de entretenimento, vazio de conteúdo e voltado puramente para fins comerciais. Guy Debord identificaria essa arte como mais um pilar do que chamamos sociedade do espetáculo, afinal, é isso que, segundo esse ponto de vista, o cinema vem sendo frente às câmeras de Hollywood: um espetáculo que nos entretém. Contudo, esse argumento se torna inconsistente quando analisamos seu objeto mais a fundo e constatamos que, mesmo os filmes frequentemente considerados superficiais, como os de super-herois ou ficções científicas, podem exercer o papel de formador de moral dos seus espectadores, por trazerem noções de bem e mal, certo e errado, dentre outras dicotomias tão conhecidas por nós.

    Nesse sentido, uma vez que o cinema se torna um meio eficaz de transmissão de ideias, ele torna possível uma maior difusão de valores da sociedade. Entretanto, essa não é a única função que esse instrumento pode desempenhar. Através dos variados gêneros de filmes podemos colocar em discussão a nossa cultura e ampliar perspectivas sobre diversas outras quando nos debruçamos sobre realidades tão afastadas de nós, retratadas por olhares variados, permitindo, assim, que o debate e as reflexões estejam sempre em realização. Na verdade, outros instrumentos de cultura, como o teatro e a literatura, podem desempenhar estas mesmas funções. No entanto, a arte cinematográfica é mais acessível economicamente e, portanto, mais eficaz, uma vez que tem maior alcance.

    O cinema, então, revela ser de extrema importância na nossa formação social, já que ele pode ser uma ferramenta capaz de nos manter em debate, além de transmitir de maneira simples e dinâmica valores que precisam chegar até nos, os seres sociais. Por isso, é essencial que essa arte seja valorizada. Além disso, é necessário garantir que ela chegue a todos os lugares e, assim, cumpra seu papel em larga escala. Desse modo, os subsídios do governo poderiam ser ampliados, para que a criação seja incentivada. Outras instituições, no entanto, devem fazer sua parte. Para tanto, as igrejas, escolas, por exemplo, poderiam exibir filmes dos mais variados gêneros e promover cine-debates nos bairros e cidades. Dessa maneira, garantiríamos que o cinema seja sempre mais que espetáculo.

    Gostar

    1. No Brasil, o cinema sempre esteve presente como forma de diversão e representação da sociedade. O dia 19 de julho é considerado o “Dia do Cinema Brasileiro”, celebrando os primeiros filmes editados no final da década de 1890. Nos tempos atuais, esta forma artística está presente no dia a dia das pessoas e são capazes de formar opniões e desenvolver mudanças sociais, porém, este fato tem que ser analisado afim de verificar se este público está preparado para ser crítico ao invéz de serem manipulados.

      Em consonância com a industria cinematográfica, existem filmes que conquistam milhões de espectadores e promovem a análise de setores da sociedade como “Central do Brasil” e “Tropa de Elite”. Dessa forma, com o desenvolvimento de diversos gêneros, os roteiros apresentam histórias que colocam valores morais, éticos, sociais e econômicos em debate. Assim, este contexto, é fundamental para a sociedade moderna, aonde a tecnologia está inserida nos diversos grupos sociais, fazendo com que o estudo e a análise social seja feita de maneira divertida e interdiciplinar, de modo que o espectador interaja com o assunto não recebendo informações pacivamente.

      Somando a isso, tem-se que o cinema é uma das modalidades artísticas mais importantes, visto que, disponibiliza recursos audio visuais, desenvolvidos com uma alta tecnologia e de forma acessível economicamente. Portanto, é necessário que os setores do governo brasileiro se atente as novas formas de difusão de conhecimento, garantindo que sua população tenha uma educação de qualidade, que de suporte teórico para a criação de um censo crítico. Nesse sentido, teremos pessoas que irão idealizar melhorias para a sociedade, ao invéz de se tornarem um público que apenas absorvem informações, aceitando sem contextação os valores e exemplos veiculados pela mídia.

      Por fim, o cinema é um importante meio de formação social, transmitindo de maneira simples e dinâmica valores e conhecimentos, que terão impácto numa grande parcela da população. Contudo, faz-se presente a necessidade da criação de uma educação interdisciplinar, que oriente toda uma população sobre questões sobre os diversos setores da sociedade, analisadas em conjunto com a história e a vida cotidiana da comunidade. Vale ressaltar que é de extrema importancia promover debates nas escolas e a formação continuada da população, com programas de treinamentos que visem atualizar o profissional constantemente. Outro fato que se revela importante é a valorização da arte, com incentivos fiscais governamentais que garantam o acesso de comunidades carentes, realizando a democratização cultural. Com isso, teremos uma sociedade crítica que utilizará, além do cinema, todas as formas midiáticas para a diversão em conjunto com a aprendizagem e a transformação social.

      Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s